Alagoas
Ana Borba
Casa do Brasil
Corrida
CPH
CrossFit
Descobrindo Kona
Duathlon
Entrevistas
Florianópolis
Fodaxman
Fortaleza
Hawaii
Igor Amorelli
Ironkids
IRONMAN
IRONMAN 70.3
Kona
KONA 2016
KONA 2017
KONA 2018
KONA 2019
Kona 2020
Kona 2021
Maceió
Mizuno
Mundial
Palestras
Pâmella Oliveira
Parada das Nações
PATH 5k & 10k
Probiotica
Quick Talks
Review
Rio de Janeiro
Santa Catarina
Santiago Ascenço
São Paulo
Sarah True
Specialized
Swim
Tênis
Thiago Vinhal
Triday
Turbo Creo
Turbo Creo SL
Underpants Run

18 . Jan . 2021

REVIEW – Specialized Turbo Creo SL

Como quase todo ciclista, sempre fui dessas que torcia o nariz só de ouvir falar em ‘bicicleta elétrica’. Primeiro, porque a imagem  que me vinha à cabeça era a de uma daquelas antigas mobiletes, em que o pedal não era mais que um enfeite; segundo, porque o lado da atleta orgulhosa não me permitia pensar em usar de um artifício – no caso, um motor – para vencer as partes mais duras de um percurso.

Minha primeira experiência com uma bicicleta elétrica acabou sendo com uma e-mountain bike, a Specialized Turbo Levo, que comprei como forma de convencer minha mãe a pedalar. Logo descobri alguns benefícios que, como alguém que pedalou desde a infância, jamais imaginaria: o auxílio do motor a ajudava a montar na bicicleta com mais facilidade, por ‘alongar’ o embalo da primeira pedalada, e também gerava mais estabilidade nas subidas, uma vez que a velocidade não caia tanto em função do relevo. Logo comecei a explorar mais as possibilidades da e-bike e me dei conta, por exemplo, de que os watts extras tornavam possível descer mais vezes algumas trilhas, ou fazer voltas mais longas mesmo quando o tempo era curto.

Mas foi em novembro do último ano que comecei a ver as e-bikes com outros olhos. Na primeira edição do ATHENA Women’s Cycling Camp, um training camp só para ciclistas mulheres que co-organizei na Serra Catarinense, fizemos uma parceria com a Life Cycle, loja conceito da Specialized em Florianópolis, que nos emprestou alguns selins da linha MIMIC, desenhados exclusivamente para mulheres; rodas da Roval e cinco Turbo Creo SL, as e-road bikes da marca. A ideia era que as atletas que tivessem dificuldade em trechos extremamente duros, como o Morro da Igreja ou a Serra do Rio do Rastro, pudessem utilizar as bicicletas assistidas para vencerem o desafio, sem extrapolar os limites da segurança e do bem-estar.  Ver a felicidade estampada no rosto de atletas que conseguiram se divertir em meio a um pelotão forte, em um percurso desafiador, foi uma experiência ímpar.

Poucos dias depois, tive a oportunidade de testar, eu mesma, uma das Specialized Turbo Creo SL que tinham ido para o camp. Para minha surpresa, descobri uma série de motivos para ver essa e-bike não como um brinquedo, mas como uma excelente ferramenta de treinamento ou para incorporar a bicicleta com maior frequência na rotina. Os meus 5 Motivos para ter uma Turbo Creo SL você encontra neste vídeo:

A versão testada foi a Turbo Creo SL Comp Carbon, o modelo de entrada, de carbono, da marca. É uma bicicleta bem montada, com grupo mecânico Shimano de 11 velocidades e medidor de potência embutido. O trocador RX812 GX Shadow Plus permite o uso de um cassete 11-42t que, combinado com uma coroa de 46 dentes – e a assistência do motor proprietário -, permite subir qualquer terreno.

O pneu de 28mm aliado ao sistema proprietário do garfo, Future Shock 2.0 – uma pequena suspensão com 20mm de curso -, oferece bastante conforto em estradas esburacadas ou ruas de paralelepípedos, comuns em Florianópolis. O conjunto também me deixou curiosa em relação às inúmeras possibilidades de percursos que podem ser desbravados com as versões gravel dessa e-bike, as Turbo Creo SL EVO.

A geometria é a de uma bicicleta de estrada confortável, perfeita para pedais longos e estradas duras. Em função da suspensão dianteira no garfo, a frente fica mais alta que a do meu bike fit habitual, mesmo no tamanho Small. No entanto, dois pontos positivos do tamanho testado são o guidão de 38cm e o pedivela 165mm, proporcionais ao tamanho do quadro – o que nem sempre é respeitado pelas grandes marcas nas bicicletas de linha. O quadro rígido e a boa distribuição do peso, obtida pela integração do conjunto motor/bateria próximo ao movimento central, deixam a bicicleta rápida e com excelente dirigibilidade, mesmo nas descidas mais técnicas. Além disso, o peso extra em relação a uma bicicleta acústica (aproximadamente 12kg), é facilmente compensado pelo motor nas subidas e ainda ajuda atletas pequenos, como eu, morro abaixo.

O motor SL 1.1 oferece até 240w de potência adicional, que podem ser distribuídos de forma customizada por meio do aplicativo Specialized Mission Control. Isso quer dizer que você pode escolher quantos watts a mais, proporcionalmente aos que você está entregando com esforço próprio, a Turbo Creo SL oferece em cada um dos três níveis de assistência. Particularmente, optei por configurar a bicicleta com até 25% para o nível 1, até 50% para o nível 2 e 100% para o nível 3. Nesse formato, a assistência no nível inicial é praticamente imperceptível, assim como o ruído do motor. No modo intermediário, subidas muito duras, como a do Morro da Barra da Lagoa, podem ser feitas confortavelmente; mas só no nível 3, o máximo, é que realmente se pode sentir uma ‘aceleração’ da bicicleta, com o motor dobrando a potência gerada pelo ciclista. Quando desligado, o motor não oferece nenhuma resistência adicional, o que se mostra uma boa opção para trechos planos ou em descida como estratégia para economizar bateria, aumentando a autonomia do motor – que já é de até 128km.

Outras duas funcionalidades muito interessantes do Mission Control são que o aplicativo permite o gerenciamento automatizado da bateria e da entrega de potência. O consumo da bateria pode ser distribuído de acordo com a duração ou distância programadas do treino, garantindo que você não fique ‘na mão’ antes da hora. Já a potência pode ser oferecida de maneira a garantir que o atleta fique dentro das zonas de frequência cardíaca programadas – uma excelente ferramenta tanto para ciclistas em desenvolvimento, quanto para aqueles que, como eu, estão retomando os treinos e não sabem negar convites para treinar de amigos rápidos demais para a forma atual.

Em resumo? As e-bikes vieram pra ficar. E a Specialized Turbo Creo SL é uma excelente porta de entrada para este mundo, combinando tecnologia de ponta a design, conforto e dirigibilidade das melhores bicicletas tradicionais.

Especificações técnicas :: Specialized Turbo Creo SL Comp Carbon
• Corrente: Shimano HG601
• Trocadores de marchas: Shimano GRX810, mecânico
• Cassete: Praxis M30 11v, 11-42t
• Coroa: Praxis 46t, 110bcd
• Passador traseiro: Shimano RX812 GX Shadow Plus 11v
• Pneus: Specialized Turbo Pro, 700x28mm.
• Selim: Specialized Power Sport 143mm
• Canote: S-Works Fact Carbon 27.2mm, 20mm offset
• Mesa: Future Stem Pro
• Guidão: Specialized Hover Comp, alumínio, 38cm, 125x75mm
• Freios: Shimano GRX810 Hydraulic Disc
• Garfo: Future Shock 2.0 com boost™ 12x110mm thru-axle, freios a disco
• Quadro: Fact 11r de carbono, geometria open road, thru-axle, bateria integrada no movimento central, cabeamento interno, boost™ 12x148mm
• UI: Specialized TCU, sinalizador de bateria de 10 linhas de LED, sinalizador de mode de 3 linhas de LED, ANT+/Bluetooth®
• Bateria: Specialized SL1-320 integrada, 320wh
• Motor: Specialized SL 1.1