Alagoas
Casa do Brasil
Corrida
CPH
CrossFit
Duathlon
Entrevistas
Florianópolis
Fodaxman
Fortaleza
Hawaii
Igor Amorelli
Ironkids
IRONMAN
IRONMAN 70.3
Kona
Maceió
Mizuno
Mundial
Palestras
Pâmella Oliveira
Parada das Nações
PATH 5k & 10k
Probiotica
Quick Talks
Rio de Janeiro
Santa Catarina
Santiago Ascenço
São Paulo
Sarah True
Swim
Tênis
Thiago Vinhal
Triday
Underpants Run

27 . May . 2019

IRONMAN Brasil 2019

A 19ª edição do IRONMAN Florianópolis, realizada no dia 26 de maio, teve como campeões os americanos Andy Potts, 43, e Sarah Piampiano, 39. No entanto, o dia foi marcado pela belíssima estreia de Pâmella Oliveira na distância e pela performance impecável de Frank Silvestrin, que conquistou a terceira colocação e a primeira vaga brasileira para o Campeonato Mundial de IRONMAN, que acontece em Kailua-Kona, Havaí, no dia 12 de outubro.

A prova, que teve largadas em ondas a partir das 6h45 da manhã, reuniu cerca de 1.500 atletas de 38 nacionalidades. Condições climáticas perfeitas proporcionaram um dia de ruas cheias de torcedores e excelentes marcas dos competidores.

Na prova masculina, um grupo com o brasileiro Igor Amorelli, o britânico Will Clarke e o americano Andy Potts se desgarrou dos demais logo no começo do ciclismo, abrindo boa vantagem. Na metade da segunda volta, o americano impôs um ritmo mais forte, abrindo valiosos 5 minutos dos seus competidores diretos, na chegada à T2. Mas com os pés no chão, foi Frank Silvestrin que fez a diferença. O gaúcho fez a melhor maratona do dia, com 2h47min, buscando em apenas 21km a desvantagem para Igor Amorelli e ficando com a última vaga no pódio e no Mundial da distância – classificação inédita para ele.

No feminino, a brasileira Pâmella Oliveira liderou a natação e a maior parte do ciclismo, perdendo a liderança na segunda volta para Sarah Piampiano. A americana, que vinha em um ritmo impressionante, continuou a abrir vantagem no ciclismo e na corrida, conquistando a vitória com o tempo de 8h40min. A marca é não apenas o novo recorde do percurso, por mais de 10min, mas também a 5ª melhor marca da história do IRONMAN e suficiente para colocar a atleta entre os 10 primeiros na classificação geral da prova, incluindo os homens. Pâmella fez uma excelente estreia, fazendo uma prova consciente para conquistar o vice-campeonato, com a marca de 9h03min. Bruna Mahn, de São Paulo, fechou o pódio com 9h16min.

Confira os melhores momentos do evento!