Alagoas
Casa do Brasil
Corrida
CPH
CrossFit
Descobrindo Kona
Duathlon
Entrevistas
Florianópolis
Fodaxman
Fortaleza
Hawaii
Igor Amorelli
Ironkids
IRONMAN
IRONMAN 70.3
Kona
KONA 2016
KONA 2017
KONA 2018
KONA 2019
Maceió
Mizuno
Mundial
Palestras
Pâmella Oliveira
Parada das Nações
PATH 5k & 10k
Probiotica
Quick Talks
Rio de Janeiro
Santa Catarina
Santiago Ascenço
São Paulo
Sarah True
Swim
Tênis
Thiago Vinhal
Triday
Underpants Run

19 . Dec . 2018

Galeria :: Fodaxman 2018

A primeira prova de triathlon extremo da América do Sul, o Fodaxman, chegou à sua terceira edição na Serra Catarinense. Com largada na Barragem de São Bento, em Siderópolis, e chegada no Morro da Igreja, em Urubici, 50 triatletas competiram ao longo de 3.800m de natação, 180km de ciclismo e 42km de corrida, em um percurso de ponto a ponto com ganho de altimetria superior a 4.000m.

Com largada ainda no escuro, às 5h00, o uso da roupa de borracha foi opcional, mesmo com a água beirando os 27ºC, por questões de segurança. Os primeiros atletas saíram da água com menos de uma hora e desde muito cedo o calor castigou os participantes, com a sensação térmica ultrapassando os 40ºC ao longo do dia.

Após pouco mais de duas horas de ciclismo, os atletas chegaram ao ponto mais marcante da prova: a Serra do Rio do Rasto, entre Lauro Muller e Bom Jardim da Serra. A subida mais famosa do país tem 24km de extensão, com inclinação média de 10% nos últimos 7km, trecho conhecido como “concretão”. Uma vez no topo da Serra, os atletas percorreram mais 90km de terreno ondulado até chegarem ao centro de Urubici, onde aconteceu a transição para a corrida.

A maratona saiu da avenida principal da cidade com destino ao Morro da Igreja, na área rural do mesmo município. Os últimos 16km do percurso foram percorridos dentro do parque nacional de mesmo nome, com ganho de altimetria de 1.200m. Ali, o calor deu lugar a uma chuva de granizo, nevoeiro, vento e frio, com a temperatura chegando aos 10ºC no final da tarde.

Em 2018, os dois campeões do evento superaram os recordes anteriores da disputa. Jonathan da Silva venceu a prova masculina com 12h09min, apenas 8 minutos à frente do gaúcho Thiago Menuci, a quem perseguira durante quase toda a prova. O pódio foi completado por Rafael Pina, um dos organizadores do Fodaxman, repetindo seu resultado de 2017. A terceira posição geral, no entanto, foi da campeã feminina Luiza Tobar, atleta paulista que tem no currículo o título do UB515 e um pódio na categoria 18 a 24 anos no Mundial de IRONMAN, em Kailua-Kona. Luíza fechou a prova com 12h58min, superando a marca estabelecida em 2017 por Lívia Bustamante.

Confira a belíssima galeria de imagens do evento, por Romulo Cruz e Jeann Mette!

Resultados – Fodaxman 2018:

Masculino: 1. Jonathan da Silva -12h09 2. Thiago Menuci – 12h27 3. Rafael Pina – 13h10

Feminino: 1. Luíza Tobar – 12h58 2. Lorena Villas – 14h00 3. Cristine Stahlschmidt – 14h56 (base finisher)